Raptada neste domingo (21), uma menina, de 7 anos de idade, após sair de casa com uma prima, de 9 anos, para comprar refrigerante, na cidade de Rio Largo, na Região Metropolitana de Maceió, em Alagoas. Depois que foi localizada, a vítima contou à família que o homem que a levou tocou nas partes íntimas dela.

A localização dela só foi possível horas depois, por um casal que a viu andando sozinha na rua, na Cidade Universitária, na capital Maceió. Conforme divulgado pelo portal g1, a mãe enfatizou que um jovem de olhos claros ofereceu uma bicicleta à criança. 

O caso está sob investigação da Polícia Civil como stupro de vulnerável. Segundo o Conselho Tutelar, o mesmo indivíduo é suspeito de ter estuprado outra menina no início deste mês. Após recusar o ‘presente’, a garota mais velha não foi levada, ao contrário da que sofreu o abuso. O crime ocorreu em um terreno baldio.

Ao questionar à filha sobre com o que o homem a teria tocado, ela falou que foi com o pênis. Em seguida, a criança foi atendida em um hospital que faz parte da Rede de Atenção às Vítimas de Violência Sexual (RAVVS) em Maceió, onde apresentou sangramento e dores na região e, em seguida, liberada. 

Fonte: Bnews