O senador Cid Gomes (PDT-CE), irmão do ex-presidenciável Ciro Gomes, foi baleado durante manifestação contra a greve dos policiais no Ceará nesta quarta-feira (19). Segundo o portal G1, ele foi atingido por uma bala de borracha.

De acordo com o jornal O Povo, o incidente ocorreu em Sobral, na Região Norte. A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa da prefeitura de Sobral.

Após ter sido atingido, Cid Gomes foi encaminhado a um hospital da região.

Ainda de acordo com a publicação, momentos antes, o senador fez um discurso com críticas ao movimento de paralisações deflagrado nas últimas horas pela Polícia Militar do estado. 

“Eu vim aqui defender a paz e a tranquilidade do povo de Sobral. Ninguém será chantageado, ninguém deixará de trabalhar, de abrir suas portas e caminhar com tranquilidade em Sobral”, disse Cid Gomes.

Em um vídeo que circula nas redes sociais, é possível ver o senador dirigindo uma retroescavadeira em direção a um grupo de manifestantes. O veículo consegue derrubar um portão.

Em outro momento, Cid Gomes aparece esbravejando contra os manifestantes que estão no batalhão, com o uso de um mega-fone, antes do portão ser derrubado pela retroescavadeira. “O que vocês estão fazendo é ilegal. Vocês têm 5 minutos pra pegar o seu parente, as suas esposas, os seus filhos, e sair daqui em paz. 5 minutos! Nenhum a mais”, grita. 

Após a fala, o senador é interrompido por um manifestante, que o rebate, justificando que o senador não teria autoridade para isso. “E você está preso!”, responde Cid Gomes.

Fonte: BNews