Em 2021, o Governo Federal, havia anunciado que beneficiaria quem conseguisse poupar energia. Tal promessa foi realizada, frente a atual crise hidrelétrica do país, a qual chegou a ameaçar um apagão geral, segundo especialistas.

Diante disso, foi desenvolvido o Programa de Incentivo à Redução Voluntária do Consumo de Energia Elétrica, no intuito de incentivar a redução no consumo. A medida deve beneficiar cerca de 3,4 bilhões de pessoas com descontos diretos na conta de luz, ainda em janeiro de 2022.

Em resumo, o cidadão que conseguiu poupar de 10% a 20% do consumo, entre setembro e dezembro de 2021, em comparação ao mesmo período em 2020, será beneficiado com o desconto. 

Conforme o divulgado pelo Ministério de Minas e Energia, a redução será de R$ 0,50 por R$ 0,50 por kWh (quilowatt-hora) economizado. As estimativas apontam que cerca de 35,5 milhões de brasileiros serão beneficiados com a medida, de modo que serão distribuídos aproximadamente R$ 2,4 bilhões em bônus.

Como solicitar o desconto?

Esta é uma dúvida pertinente, dado que muitas contemplações do governo exigem que a pessoa solicite. A boa notícia é que neste caso, isto não será necessário, tendo em vista, que o desconto será concedido automaticamente na conta de luz da competência de janeiro de 2022. 

Assim sendo, para saber se você integra o grupo de contemplados, basta conferir o documento referente a sua conta de luz. Cabe salientar que pessoas não beneficiadas, irão pagar o valor integral, todavia, não serão penalizadas.

Fonte: Jornal Contábil