Salvador será novamente uma das dez cidaddes-sede de uma Copa do Mundo, depois de 13 anos. Uma comissão da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) participou de reunião, na tarde desta terça-feira (26), na Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre) com o objetivo de formalizar o convite para que a capital baiana possa receber jogos do Mundial Feminino 2027.

O Brasil disputa a candidatura para país-sede com outros cinco países: Estados Unidos e México, na América, e Alemanha, Bélgica e Holanda, na Europa.

O secretário geral da CBF, Alcino Rocha, explicou que as cidades-sede precisam oferecer garantias, como serviços públicos e infraestrutura para viabilizar a candidatura.

“Pra nós não é difícil porque temos toda a estrutura da Copa realizada no Brasil. Poderíamos fazer em 15 cidades, mas só podemos indicar dez e Salvador não pode ficar de fora. A candidatura do Brasil é uma candidatura para ganhar”, disse, com otimismo.

A CBF recebeu de imediato a garantia de que todos os encaminhamentos necessários serão adotados, na esfera do governo estadual, para garantir a participação de Salvador como cidade-sede da competição.

“A Bahia tem investimento recorde no esporte, tanto em equipamentos como em apoio aos atletas. Ter a nossa capital sediando um evento desse porte é fundamental para o incentivo ao futebol feminino no estado, o turismo e a economia local”, disse o secretário da Setre, Davidson Magalhães.

“Agora é arregaçar as mangas e prepararmos a oficialização da nossa candidatura”, disse o superintendente de Desportos do Estado da Bahia, Vicente Neto.

Toda a documentação deve ser encaminhada a CBF até 20 de outubro. A Confederação tem até oito de dezembro para oficializar a candidatura do Brasil junto à Federação Internacional de Futebol (FIFA).

Fonte: BNews