A gerente da lotérica na cidade de Sinop, onde foram feitas duas apostas vencedoras no último concurso da Mega-Sena, acredita que o prêmio tenha saído para a mesma pessoa. O sorteio foi realizado no sábado (12) e o prêmio total, de R$ 116.232.513,11, foi dividido entre quatro apostas. Cada uma levou R$ 29 milhões.

“Conversando com meu patrão, acreditamos que foi uma aposta que o cliente esqueceu que tinha apostado e acabou repetindo o jogo, porque é muita coincidência. Foi uma aposta simples de R$ 5, com seis números marcados e certeiros”, disse a gerente Marlucia Alves.

As duas apostas foram feitas presencialmente na lotérica, no entanto, como os funcionários não têm acesso à identidade dos clientes, segundo a Caixa, ainda não se sabe quem foi o sortudo.

Os números sorteados foram: 04 – 06 – 13 – 21 – 26 – 28.

A gerente também relatou que essa é a primeira vez que apostas na Mega-Sena realizadas no levam o prêmio principal.

“Isso gerou curiosidade na população, o que incentiva as vendas na loja”, ressaltou.

O prêmio total foi dividido entre quatro apostadores: dois de Sinop (MT), um de Fortaleza (CE) e outro de Uberaba (MG).

Último ganhador em MT

A última aposta vencedora da Mega-Sena em Mato Grosso ocorreu em maio deste ano, no município de Itanhangá, a 447 km de Cuiabá. O ganhador do prêmio fez uma aposta simples de R$ 5 e levou sozinho R$ 43,2 milhões. A informação foi confirmada pela Caixa.

Os números sorteados foram: 10 – 11 – 21 – 23 – 28 – 30.

Segunda a Caixa, o maior prêmio da loteria a sair na cidade, até então, foi uma aposta feita na Quina, em 2019, que levou cerca de R$ 50 mil.

Probabilidades

A probabilidade de vencer em cada concurso varia de acordo com o número de dezenas jogadas e do tipo de aposta realizada. Para a aposta simples, com apenas seis dezenas, que custa R$ 5, a probabilidade de ganhar o prêmio milionário é de 1 em 50.063.860, segundo a Caixa.

Já para uma aposta com 15 dezenas (limite máximo), com o preço de R$ 22.522,50, a probabilidade de acertar o prêmio é de 1 em 10.003, ainda de acordo com a Caixa.

Fonte: G1 Bahia