O corpo do motorista de aplicativo Euller Santos da Cruz, de 24 anos, foi encontrado carbonizado em um matagal em Sabará, na Grande BH, na noite de segunda-feira (12/02). Um casal foi preso suspeito da morte.

De acordo com a Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG), o motorista tinha um relacionamento com a mulher do suspeito, de 29 anos. O homem traído combinou com a mulher, de 24 anos, de atrair a vítima para o local onde o crime foi cometido.

Euller foi então chamado por ela para um encontro no Bairro Paciência, em Sabará, e ao chegar ao local foi surpreendido pelo marido armado.

O suspeito confessou ter disparado um tiro na boca do motorista e o matado, tendo, depois, ateado fogo ao corpo para encobrir o crime. A arma teria sido atirada no Rio das Velhas.