O nascimento de uma criança é sempre uma grande alegria para amigos e familiares. A jornada de nove meses que antecedem a chegada do bebê costuma ser marcada por medos e ansiedades. O maior desejo dos pais é que o filho venha com saúde, mas infelizmente por alguns motivos isso acaba não acontecendo.

Uma bebezinha que nasceu ‘grávida’ precisou ser submetida a uma cirurgia cesariana de emergência com apenas um dia de nascida. Itzamara nasceu em Barranquilla, Colômbia, em março deste ano. A pequena veio ao mundo com uma condição considerada raríssima pela medicina que é conhecida como fetus in fetu ou gêmeo parasita.

Casos de bebês como o da pequena colombiana, o irmão gêmeo idêntico acaba não se desenvolvendo como deveria dentro do útero da mãe. Ele é absorvido pelo irmão, neste caso o processo se deu através do cordão umbilical. A condição da pequena foi descoberta pelos médicos durante o ultrassom. Os profissionais explicaram para a mãe, Mónica Vega, que a filha iria precisar passar por uma cesárea de emergência.

Os médicos tinham receio de que a condição comprometesse Itzamara, pois ela poderia crescer e prejudicar a saúde da bebezinha. Por esse motivo, a cirurgia ocorreu tão rapidamente, logo após um dia do nascimento. O procedimento foi realizado e os restos da gêmea que se desenvolveram foram retirados durante a cirurgia.

O procedimento foi considerado um sucesso e a equipe acredita que a pequena vai se recuperar completamente podendo ter uma vida normal e saudável. Essa condição ocorre a cada 500 mil partos, porém somente foram registrados 200 no mundo inteiro. Recentemente, um caso inusitado também deixou os médicos chocados. Um bebezinho nasceu com duas cabeças e o caso ainda está sendo analisado pra saber se é outra situação de fetus in fetu.

Por 1News

COMPARTILHE