Com 10 mil casos de coronavírus, o Irã estaria escavando valas visíveis do espaço para enterrar suas vítimas. A informação é do jornal Washington Post, que divulgou nesta quinta-feira (13) imagens de satélite de duas grandes trincheiras que, somadas, tinham no final de fevereiro um comprimento de 100 metros.

Ainda de acordo com o jornal, a escavação é realizada no complexo de Behesht-e Masoumeh, o maior cemitério de Qom, cidade xiita a cerca de 180 quilômetros de Teerã, onde surgiram os primeiros casos de infecção no país.

Tag