A sessão desta quinta-feira (8) do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) julga o registro da candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). A relatoria é do ministro Carlos Horbach. Na terça-feira (6), a Corte aprovou, por unanimidade, a candidatura do presidente Jair Bolsonaro (PL).

O prazo está previsto no calendário eleitoral oficial, cujas análises devem encerrar até 12 de setembro. A tendência para hoje é pela aprovação do registro de Lula, conforme o entendimento de Paulo Gonet Branco, procurador-geral eleitoral.

Além de Lula, hoje, também será julgada a candidatura de Constituinte Eymael (DC). O TSE também vai analisar a candidatura de Simone Tebet (MDB), Sofia Manzano (PCB), Soraya Thronicke (União Brasil) e Vera Lúcia (PSTU).

Quando a Pablo Marçal (Pros), o TSE já indeferiu a candidatura dele. Os ministros mantiveram a decisão da cúpula do partido, que optou pela retirada do coach do pleito para apoiar Lula.

Exigências para os candidatos

Para serem analisados, os pedidos de registro devem ser protocolados no TSE com a documentação relativa à convenção partidária que escolheu os candidatos a presidente e vice-presidente, bem como com as certidões e demais documentos que são exigidos de cada um: certidão de desincompatibilização, de quitação com a Justiça Eleitoral e negativa criminal, entre outras.

Fonte: Band