O ex-presidente Lula defende que Fernando Haddad seja novamente candidato a presidência da República em 2022 caso o Supremo Tribunal Federal (STF) negue a restituição dos seus direitos políticos.

De acordo com a Folha, a dupla petista se encontrou no último sábado (30) e decidiram que devem começar a viajar pelo país, juntos ou separados.

Nos últimos dias, Haddad esteve em Brasília para se reunir com deputados, senadores e a presidente Nacional do partido, Gleisi Hoffmann.