A Embasa vem investindo, ao longo deste ano, um montante de R$ 5,5 milhões para possibilitar a prestação do serviço de esgotamento sanitário para mais 2.500 famílias de Baixa GrandeIpirá e Itaberaba. As cidades pertencem à bacia hidrográfica do rio Paraguaçu, importante manancial que beneficia cerca de 50 municípios baianos, dentre os quais Salvador. Com a conclusão das obras, em Baixa Grande, o índice de cobertura de esgotamento sanitário vai se elevar de 60% para 84%; em Ipirá de 48% para 55% e, em Itaberaba, de 64% para 66%

Na sede de Itaberaba, mais 500 domicílios terão acesso a coleta e tratamento de esgoto. Há dois meses, operários a serviço da Embasa estão implantando, em várias ruas da cidade, a infraestrutura com tubulações e caixas de inspeção dos novos pontos de ligação dos imóveis à rede de esgoto. A previsão é que, ainda em março deste ano, as novas ligações estejam prontas para receber o esgoto dos imóveis e, por isso, os proprietários ou moradores deverão ser notificados para fazer a ligação na rede pública.

Em Ipirá, a Embasa vai implantar mais 1.000 pontos de ligação na rede pública de esgoto que atende a sede do município. Já, no segundo semestre deste ano, é o município de Baixa Grande que receberá obras para beneficiar outros 1.000 domicílios com acesso a esgotamento sanitário.

“Um manancial dessa grandeza e importância para o abastecimento público em nosso estado, tem toda a atenção da Embasa e do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Infraestrutura Hídrica e Saneamento (SIHS). Por isso, esse investimento é mais um entre os que já foram entregues e os que estão previstos visando entregar à população uma opção sustentável para a destinação segura de seus esgotos, sem risco de poluir os córregos e rios que formam a bacia hidrográfica do rio Paraguaçu”, explica o presidente da Embasa, Leonardo Góes.

Siga-nos no Instagram e acompanhe as notícias no Google News – Participe do nosso grupo no WhatsApp