Possuir um cartão de crédito trará muitas facilidades para o dia a dia, como fazer compras pela Internet, acumular pontos e poder consolidar todas as suas despesas mais convenientes em um dia do mês. Mas muitas pessoas não podem tirar proveito desses benefícios, porque a grande maioria das pessoas que solicitaram cartões de crédito foram rejeitadas.

No entanto, existem algumas técnicas que podem aumentar muito suas chances de obter a aprovação do cartão de crédito.

Como solicitar um cartão

Imagem de Michal Jarmoluk por Pixabay

Ao solicitar a emissão de um cartão, o banco emissor coletará as seguintes informações – o banco emissor pode ser um banco, um supermercado, uma companhia aérea, etc. Essas informações podem ser fornecidas pela Internet ou pessoalmente em agências bancárias, lojas, etc.

  1. Informações pessoais
    Normalmente, o primeiro passo para solicitar um novo cartão é fornecer informações pessoais para que o banco emissor possa analisá-lo e aprovar ou desaprovar o cartão. Normalmente informações pessoais, endereço, ocupação e renda mensal.
  1. Análise de fraude
    Existem muitas tentativas de fraude no formulário de pedido de cartão de crédito. O fraudador tentou emitir um cartão de crédito em nome de outra pessoa para lhe dar a fatura a pagar. Os emissores de cartão tomarão medidas para prevenir fraudes, por isso é importante sempre fornecer informações verdadeiras e atualizadas, caso contrário, seu cartão poderá ser rejeitado.
  1. Análise de crédito
    O maior obstáculo para possuir um novo cartão é a análise de crédito. Todo banco emissor do cartão possui um algoritmo denominado “modelo de crédito”, que nada mais é do que uma conta, o que levará à possibilidade de o titular do cartão não pagar a fatura e ficar com dívidas, causando a inadimplência do banco emissor do cartão. Se o banco emissor do cartão não puder coletar informações suficientes sobre você ou não conseguir encontrar informações que possam indicar que você é um mau pagador, existe o risco de o cartão ser rejeitado.

Informações cadastrais

Na primeira etapa do cadastro, você pode precisar de algumas informações pessoais ao se registrar, como:

  • Nome completo
  • Email
  • CPF
  • Renda mensal (ou salário)
  • Gênero (masculino ou feminino)
  • Estado civil
  • Data de nascimento
  • Celular
  • Endereço completo (CEP, rua, número, cidade e estado)
  • Natureza da ocupação (assalariado, autônomo, aposentado, entre outros)
  • Profissão (vendedor, auxiliar, analista, etc.)
  • RG
  • Nacionalidade
  • Cidade e Estado e nascimento
  • Nome completo da mãe

Essas informações podem ser preenchidas em um formulário online sem envio de documentos. Se você enviar documentos de identificação e comprovante de renda, certos emissores (principalmente bancos) oferecerão benefícios. Com essas informações, há menos chances de fraude ou rejeição de cartão de crédito. Um bom truque para aumentar suas chances nesta fase é preencher corretamente todas as informações do formulário e, se possível, enviar documentos que comprovem sua renda e identidade, como RG, CNH, folha de pagamento e trechos de imposto de renda.

Análise de fraude

Nessa fase do processo, o emissor do cartão tentará provar que você é você mesmo. No processo de aplicação de cartão online, questionários com perguntas pessoais são geralmente usados ​​para perguntas que não podem ser respondidas por qualquer pessoa que tente se passar por outra pessoa. Problemas como a empresa para a qual você trabalhou no passado, o veículo que o representou, etc. Um lembrete que pode aumentar suas chances e obter aprovação nesta fase é registrar suas informações pessoais em uma agência de crédito. Isso é chamado de registro positivo. Portanto, os emissores podem acessar esses recursos de informações independentes e suas chances de obter aprovação aumentarão. As maiores rodadas são: Serasa Experian, Boa Vista SCPC e SPC Brasil.