Uma cuidadora de idosos de 22 anos foi encontrada morta com sinais de enforcamento e com os pulsos cortados na residência de um homem que, de acordo com a família da vítima, havia lhe oferecido uma proposta de emprego. O caso aconteceu na madrugada de terça-feira (28), na zona oeste do Rio.

Quando foram informados sobre a morte de Vitória Lima Martins, familiares dela foram até o local do crime. Lá, eles teriam sido informados por parentes do suspeito, identificado por Rodrigo Nascimento, que os dois se relacionavam há pelo menos um ano. Fato que a família da vítima diz desconhecer, já que a cuidadora era casada com uma mulher há dois anos.

O técnico de celular Fabiano Martins de Lima, 25, irmão de Vitória, disse, em entrevista ao jornal Extra, que não acredita no relacionamento entre o suspeito e a vítima, já que ela costumava falar sobre suas intimidades com a mãe. Ele disse ainda que o corpo da irmã foi encontrado em cima de uma cama em um dos cômodos da residência de Rodrigo.

Proposta

O irmão da vítima afirmou ao mesmo jornal que Rodrigo pediu para que Vitória fosse até a casa dele assinar o contrato de trabalho. A vítima saiu da residência onde morava, por volta do meio-dia da terça, em direção ao local do crime. Ela respondeu mensagens enviadas pela cunhada até por volta das 14h, quando ficou incomunicável.

De acordo com a Polícia Civil do Rio, o caso foi registrado na Delegacia de Homicídios da cidade. Ainda segundo a instituição, “uma pessoa foi presa em flagrante pelos agentes e diligências estão em andamento para esclarecer todos os fatos”.

Fonte: Bnews